Project Builder - Software de Gestão de Projetos

Metodologia PMI: entenda como aplicá-la em projetos

por em Práticas
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Hits: 1789
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir
1789

 

O PMI — em inglês, Purchasing Managers Index, ou Índice de Gestão de Compras — é um indicador econômico atualizado mensalmente por meio de pesquisas de compras realizadas por empresas privadas.

A métrica é calculada, sobretudo, pela Markit Group, que fornece as informações a mais de 30 países, e pelo Institute for Supply Management que fornece os dados aos Estados Unidos.

Também existem outros índices similares desenvolvidos por outras organizações, como a IFO na Alemanha, o Banco do Japão, o PMI da China — produzido pelo próprio governo — ou o PMI sueco, desenvolvido pelo banco privado Swedbank.

Em alguns países, inclusive, o PMI é o mais importante indicador de produção no setor de serviços, e até no de construção. Então, para saber mais sobre a metodologia PMI acompanhe o post de hoje e veja como aplica-la em projetos!

Como funciona a metodologia PMI

Grosso modo, o índice PMI se baseia nos valores de pesquisas mensais, submetidas a gestores de compras atuantes em empresas do setor de fabricação, de construção (em menor escala) e de serviços.

As perguntas estão relacionadas a diversos fatores da cadeia de produção, e as respostas a essas questões podem ser "maior que”, “igual a” ou “menor que". Então, ao analisar essas 5 variáveis, o índice final PMI é obtido:

  • novos pedidos (30%);
  • produção (25%);
  • desenvolvimento do emprego (20%);
  • entregas de suprimento (15%);
  • níveis de inventário (10%).

Principais características da metodologia PMI

O PMI fornece informações bastante confiáveis, similar aos dados econômicos oficiais, como o PIB (Produto Interno Bruto), por exemplo.

Assim, ao aferir mais de 20.000 companhias em todo o mundo, todos os meses, os índices PMIs representam a mais abrangente pesquisa econômica global para investidores.

Portanto, ao analisar esse indicador, os patrocinadores têm melhores subsídios para tomar uma decisão sobre a autorização, ou não, de início de um projeto.

Além de que os dados são produzidos de modo ágil, e as informações são disponibilizadas mais rapidamente do que os dados oficiais equivalentes. Ou seja, viabiliza a identificação das primeiras tendências econômicas de cada mês.

Principais benefícios da metodologia PMI em projetos

Por ser um “termômetro” instantâneo da saúde econômica do país, o índice PMI é o ideal para ser consultado quando se precisa decidir sobre o momento ideal de fazer um investimento, modernizar uma fábrica, implementar um sistema ou mesmo de desenvolver uma nova unidade de negócio.

Isso porque seus dados são abrangentes e incluem a atividade do setor econômico privado em todo o globo, tanto em economias desenvolvidas como emergentes.

Além disso, ele contempla todas as importantes áreas de serviços, para os quais dados oficiais confiáveis geralmente não existem.

Assim, ao se valer dessas informações, os patrocinadores dos projetos — bem como os próprios gestores — podem ter a certeza de que usam dados calculados com a mesma metodologia em mais de 20 países.

Ou seja, se trada de uma análise quantitativa, com informações confiáveis sobre as condições reais de negócios, e não um palpite baseado em especulações de mercado.

As vantagens para os investidores

Como vimos, o indicador PMI é um índice norteador de negócios essencial para a economia como um todo. Por ter maior foco na indústria de manufatura — que é, normalmente, a primeira a sofrer reflexos do abrandamento econômico — o PMI serve como um indicador precoce.

Contudo, apesar de soar com uma métrica atrelada exclusivamente ao setor produtivo, outros segmentos também são abrangidos, como a área de serviços, por exemplo.

Por essa razão, o PMI é muito usado pelos investidores para diagnosticar um status geral econômico, bem como uma ferramenta que ajuda a prever com antecedência outros indicadores.

Interpretação da metodologia PMI

O PMI é compartilhado em a forma de índice, utilizando como parâmetro o valor 100, e 50 como linha intermediária. Nesse sentido, uma aferição do PMI acima de 50 indica a expansão na indústria, o que pode se traduzir no crescimento da economia como um todo. 

O PMI também é considerado um bom indicador para antever os níveis do PIB. Assim, as estimativas de PIB futuro, na maioria das vezes, sofrem alteração após a publicação do PMI.

Contudo, é importante ter em mente que que se trata de um indicador concebido com base em uma pesquisa de respostas subjetivas. E que, tal como acontece com a maioria dos indicadores econômicos, não se deve analisar os números de maneira isolada.

Um índice de gestão de compra com valor de 52, por exemplo, não pode ser interpretado como uma leitura muito positiva se, no mês anterior, o valor apresentado era de 60.

Pontos fortes e pontos fracos da metodologia PMI

Como pontos fortes, podemos destacar os seguintes atributos do índice PMI:

  • sempre atual, é fornecido no primeiro dia do mês seguinte ao mês pesquisa;
  • antecipa futuros indicadores, como o PIB;
  • seu relatório aponta alterações em relação ao relatório anterior, juntamente com tendências de longo prazo mostrados para os "subindicadores", tais como inventários ou preços;
  • commodities, como a prata, aço e cobre são exibidos individualmente em relação aos níveis de contração da oferta e de preços observados no mês anterior.

Por outro lado, há alguns pontos fracos que depreciam o índice. São eles:

  • cobre o setor manufatureiro com variadas informações, mas não abrange muitas outras indústrias com tal riqueza de detalhes;
  • é baseado em uma pesquisa um tanto subjetiva, em comparação com outros indicadores.

Em suma, o PMI é um índice composto e baseado em 5 outros indicadores: novos pedidos, níveis de inventários, produção, entregas de suprimento, e desenvolvimento do emprego.

E, tendo cada indicador um peso diferente — a depender de seu grau de relevância — os dados são ajustados por fatores sazonais de mercado. 

Assim, quando um empresário tem dúvida se o mercado oferece segurança para um investimento em determinado projeto, basta considerar um índice PMI acima de 50, que indica que a indústria manufatureira está expandindo.

Mas se, por outro lado, identificar um valor abaixo de 50, isso significa a indústria está em baixa.

Enfim, o relatório PMI é mesmo extremamente importante para os mercados financeiros. E, sendo o projeto um empreendimento que visa resultados financeiros, nada melhor do que agregar mais esse indicador na tomada de decisão, sobretudo, estratégica.

E então, já conhecia esse indicador? Percebe a sua real contribuição para o gerenciamento de projetos? Deixe-nos seu comentário e contribua com essa discussão!

 

checklist-para-implantar-pmo.fw

banner-end-post-520x115-final 

 

Últimos e-Books grátis:

  • capa ebook blogslow2
    Implemente um PMO
  • 7-segredos
    Dashboards Estratégicos
  • Capa-ebook-10passos2
    Analista de Negócios
  • ebook-bi
    Project BI
  • gerenciamentoagil-blog
    Gerenciamento Ágil
  • canvasmodel-blog
    Project Model Canvas (Atualizado)